em Notícias

    Os próximos desafios do eSocial, que envolvem a entrega das informações referentes a Saúde e Segurança do Trabalho (SST) são grandes. Isso porque os leiautes anteriores foram criados com base nas rotinas administrativas já realizada nas empresas. Para os dados da SST, algumas companhias ainda não possuem informações estruturadas e tão pouco automatizadas.

    O ambiente de testes do eSocial (produção restrita) está aberto para o recebimento de eventos de Segurança e Saúde no Trabalho – SST. A abertura aconteceu nesta segunda-feira, 18/03.

    De acordo com informações do comitê do eSocial no Ministério da Economia, compõem os eventos de SST a tabela de ambientes de trabalho, comunicação de acidente de trabalho, monitoramento da saúde do trabalhador, exame toxicológico do motorista profissional, condições ambientais do trabalho – fatores de risco, treinamentos, capacitações, exercícios simulados e outras anotações.

    Como você pode perceber, o eSocial traz muitas mudanças importantes e é preciso ter atenção redobrada para estar preparado, ainda mais agora com os prazos de implantação do programa se aproximando.


    Quais são as próximas fases do eSocial para empresas?
    As próximas fases do eSocial para empresas em 2019 são as seguintes:

    Grupo 1: Grandes empresas com faturamento anual maior que R$78 milhões
    Fase 6 – Envio dos dados de segurança e saúde do trabalhador a partir de Julho/2019.

    Grupo 2: Empresas com faturamento inferior a R$ 78 milhões dos regimes Lucro Real e Presumido
    Fase 3 – Envio da folha de pagamento a partir de 10 de janeiro de 2019.
    Fase 4 – Substituição da GFIP para o recolhimento de contribuições previdenciárias a partir de abril/2019.
    Fase 5 – Substituição GFIP para recolhimento de FGTS a partir de abril/2019.
    Fase 6 – Envio dos dados de segurança e saúde do trabalhador a partir de janeiro/2020.

    Grupo 3: Empresas do Simples, Empregador PF, Produtor Rural PF, MEI, sindicatos, condomínios, associações e entidades sem fins lucrativos
    Fase 1 – Cadastros do empregador e tabelas a partir de 10 de janeiro de 2019.
    Fase 2 – Dados dos trabalhadores e seus vínculos com as empresas (eventos não periódicos) a partir de 10 de abril de 2019.
    Fase 3 – Envio da folha de pagamento a partir de 10 de julho de 2019.
    Fase 4 – Substituição da GFIP para o recolhimento de contribuições previdenciárias a partir de outubro/2019.
    Fase 5 – Substituição GFIP para recolhimento de FGTS a partir de outubro/2019.
    Fase 6 – Envio dos dados de segurança e saúde do trabalhador a partir de julho/2020.

    Grupo 4: Órgãos Públicos e Organizações Internacionais
    Fase 1 – Cadastros do empregador e tabelas a partir de 10 de janeiro de 2019.
    Fase 2 – Dados dos trabalhadores e seus vínculos com as empresas (eventos não periódicos) a partir de janeiro/2020 em resolução específica.
    Fase 3 – Envio da folha de pagamento a partir de 10 de julho de 2019 em resolução específica.
    Fase 4 – Substituição da GFIP para o recolhimento de contribuições previdenciárias a partir de 2020 em instrução normativa específica.
    Fase 5 – Substituição GFIP para recolhimento de FGTS a partir de 2020 em circular Caixa específica.
    Fase 6 – Envio dos dados de segurança e saúde do trabalhador a partir de 2021.

     

    Consultoria eSocial

     

    Postagens Recomendadas